A vida e carreira de Alceu Valença: histórias e sucessos do cantor

Posted by Deezer | dezembro 15, 2021 | Música
alceu valença
alceu valença

Poucos artistas conseguiram usar o período de isolamento social tão a seu favor quanto Alceu Valença, um dos maiores nomes da música brasileira.

Alceu usou esse momento para produzir quatro discos em um formato diferente de todas suas obras anteriores.

Destacando sua voz, acompanhada somente do som perfeito de um violão, presenteou todos os corações bobos com muito xote, maracatu e baião.

O terceiro álbum lançado em novembro, Senhora Estrada, começa homenageando Luiz Gonzaga e conta com uma faixa inédita que leva o mesmo nome do disco.

A clareza e qualidade das gravações impressionam e emocionam, e claro que você pode conferir os três discos lançados esse ano, aqui na minha plataforma.

R$1,80 NOS DOIS PRIMEIROS MESES? É #SÓNADEEZER!

Alceu Valença: conheça a história do pernambucano

Alceu Valença tem uma personalidade própria no forró, que vai do xote ao frevo, embala corações apaixonados e carnavais animados.

Ele gosta dessa diversidade, de estar perto das multidões, e eu amo essa autenticidade, por isso preparei a história dele para você, confira!

Infância

Alceu Paiva Valença nasceu dia 1º de julho de 1946 no agreste de Pernambuco, em São Bento do Una, em meio a uma família musical.

Com a influência do avô poeta e violeiro e do tio poeta e escritor, Alceu cresceu participando dos saraus da família, ao som do piano e bandolim.

Seu primeiro contato com o palco foi aos cinco anos, quando cantou um frevo de Capiba, “É Frevo, Meu Bem”, em um concurso infantil do Cine Teatro Rex.

Quando se classificou em segundo lugar ficou tão deslumbrado e feliz que deu cambalhotas no palco, fazendo a plateia rir e aplaudi-lo.

Naquele momento, Alceu sentiu que aquele era o seu lugar!

Se mudou para Recife com sua família ainda criança, e passou a ter contato com elementos regionais como o frevo, o maracatu e a ciranda.

Aos 15 anos ganhou de sua mãe seu primeiro violão, e em seguida aumentou seu conhecimento com a poesia urbana e contemporânea com poetas como Ascenso Ferreira e Nelson Ferreira.

Alceu entrou para a faculdade de direito aos 18 anos, e logo após se inscreveu para participar de um projeto na Universidade de Harvard.

Conseguiu ser aprovado com uma redação combinando seus versos poéticos com discursos sobre o marxismo e a igreja católica.

Nos Estados Unidos Alceu fazia apresentações nas praças, cantando suas músicas de xotes e baiões, enquanto se encantava pela cultura hippie.

Assim, despertou o interesse da imprensa norte-americana, que chegou a chama-lo de Bob Dylan brasileiro, graças a seus versos com traços de protesto e sua identidade regional.

Concluiu a faculdade de direito em 1970, porém, seu coração já era de um artista e então passou a dedicar sua vida ao que mais amava, a música.

Carreira

Quando decidiu se entregar totalmente à música no ano de 1971, se mudou para o Rio de Janeiro e com Geraldo Azevedo procurou Jackson do Pandeiro, para cantarem juntos no primeiro festival de MPB.

O lançamento de seu primeiro disco solo foi em 1974, com o álbum Molhado de Suor, e em 1975 sua música “Caravana” fez parte da trilha sonora da novela Gabriela da TV Globo.

Em 1980 lançou o disco Coração Bobo, e a música título foi o primeiro sucesso que ganhou os corações brasileiros do norte ao sul do país.

O ano de 1982 foi a grande virada de sua carreira, quando gravou o álbum Cavalo de Pau e se consagrou com os sucessos “Como Dois Animais” e “Tropicana”.

No ano seguinte, o álbum Anjo Avesso apresentou ao Brasil uma das músicas mais conhecidas do artista em todo o mundo, “Anunciação”.

Tu vens, Tu vens

Que eu já escuto os teus sinais…

Esse refrão inconfundível sem dúvida é o maior hit do cantor, e até hoje embala corações apaixonados e momentos únicos, como a hora do nascimento de um filho.

Após esse estouro foram mais de 30 discos gravados, entre estúdios, festivais e coletâneas.

Até o ano de 2021, quando o artista surpreendeu com 3 discos no formato voz e violão ao lado de seu grande parceiro Rafael Ramos, que tristemente partiu no mesmo ano.

Festivais

Os festivais sempre fizeram parte da carreira de Alceu Valença, sendo que o primeiro foi o Festival Internacional da Canção, no Rio de Janeiro.

Junto com seus amigos Geraldo Azevedo e Jackson do Pandeiro apresentaram a embolada “Papagaio do Futuro”.

Mas foi em 1985 que Alceu participou de um dos maiores festivais de música do mundo, O Rock In Rio.

Com a mistura da guitarra que é marca registrada de seus forrós e baiões, fez o público dançar muito por duas noites seguidas no festival.

Na edição seguinte, no ano de 1991, Alceu Valença retornou ao evento como destaque entre os artistas nacionais.

No ano 2000, ele participou do Festival de Montreux na Suiça, na noite de Pernambuco em canto: carnaval de Olinda, ao lado de grandes nomes como Elba Ramalho, Moraes Moreira, Naná Vasconcelos e Geraldo Azevedo.

Em 2017 Alceu retornou ao palco do Rock In Rio, dessa vez ao lado de Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, grandes parceiros que juntos fizeram o público vibrar com o espetáculo.

Parcerias

A parceria de maior destaque de sua carreira foi O Grande Encontro, formado por Elba Ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

A ideia surgiu em um show do amigo Geraldo com Zé Ramalho, onde Elba e Alceu assistiram na plateia, e em um momento subiram ao palco para fazer uma pequena participação.

Em 1996 o quarteto de O Grande Encontro se apresentou em diversos estados do país, acompanhados de uma multidão de fãs por onde passavam.

No palco, eles conseguiam representar ao mesmo tempo a força da amizade, e a representatividade do povo nordestino.

O CD do projeto, gravado ao vivo pela gravadora BMG, contém 16 faixas com composições dos próprios artistas e já vendeu mais de um milhão de cópias, concedendo aos amigos um disco de platina.

Discografia de Alceu Valença: confira todos os álbuns do cantor e compositor

alceu valença carreira

Álbuns de Estúdio

Conheça os álbuns de Alceu Valença gravados em estúdio, e para sua felicidade, eles estão aqui na minha plataforma.

Molhado de Suor

Lançado em 1974, esse foi o primeiro álbum solo de Alceu, que contém a música que ficou conhecida pela participação no Festival Internacional de Música do Rio de Janeiro “Papagaio do Futuro”.

Além da música título “Molhado de Suor”, o disco com 10 faixas e foi passado para o formato de CD no ano de 2006.

Espelho Cristalino

Lançado em 1977, o disco conta com 8 faixas, incluindo a música que deu nome à obra.

Espelho Cristalino foi passado para o formato de CD em 1999.

Saudade de Pernambuco

A obra lançada em 1979 conta com 11 faixas no estilo bem regional, saudando sua terra natal com a música que leva o mesmo nome do disco.

Coração Bobo

Lançado em 1980, o álbum que fez Alceu Valença ficar conhecido por todo o país com a música “Coração Bobo”.

O álbum leva também um grande sucesso de Luiz Gonzaga, “Vem Morena” junto às 11 faixas do disco.

Cinco Sentidos

Disco lançado em 1981, composto por xotes como “Cabelo No Pente” e “Arreio De Prata”, leva também a música título entre suas 9 faixas.

Cavalo de Pau

Seu primeiro grande disco de sucesso gravado em 1982, lançando os clássicos “Como Dois Animais” e “Tropicana”.

Além da faixa “Cavalo de Pau” que deu nome ao disco entre as 8 faixas do álbum.

Anjo Avesso

O álbum que consagrou Alceu Valença com a música “Anunciação” foi gravado em 1983 e leva também a música título “Anjo Travesso”, um sucesso nos carnavais de Pernambuco, entre suas 9 faixas.

Estação Da Luz

Ainda em ritmo de carnaval, o álbum Estação da Luz foi lançado em 1985 e leva sucessos animados como a música título da obra e  “Chego Já” entre as 10 faixas do disco, que passou para o formato de CD em 1996.

Rubi

O disco lançado em 1986 também passou para o formato de CD em 1996, e conta com sucessos como “Amor Covarde” e a música título entre suas 10 faixas.

Leque Moleque

O álbum de 1987 leva a música título entre as 10 faixas do disco e conta com o lançamento de mais um sucesso, “Girassol”.

Andar Andar 

O disco que leva o nome de sua famosa música “Andar Andar”, que conta um pouco sobre sua trajetória pelo Brasil, do Rio de Janeiro a Pernambuco, foi gravado 1990 com 11 faixas.

Sete Desejos 

O disco gravado em 1992 foi transformado em CD no mesmo ano, e traz um dos maiores sucessos da carreira de Alceu, “La Belle De Jour”.

Além de “Tesoura Do Desejo”, que conta com a participação especial de Zizi Possi, e “Respeita Januário”, de Luiz Gonzaga. 

Maracatus, Batuques E Ladeiras

Gravado em 1994 esse disco remete ao carnaval de Recife misturando frevo, maracatu e forró.

Conta com sucessos animados como “Diabo Louro” e “Carnaval Da Minha Janela” entre suas 14 faixas.

Sol e Chuva

O CD lançado em 1997 foi o primeiro a reunir seus grandes sucessos “Girassol”, “Tropicana”, “Cana Caiana”, “Coração Bobo”, “Como Dois Animais”, “Anunciação” e a música título “Sol e Chuva”.

Para quem não conhece muito esse grande artista, essa obra é perfeita para se apaixonar pelas 14 faixas de uma vez só.

Forró de Todos Tempos

Esse CD gravado em 1998 conta com grandes sucessos do forró de Luiz Gonzaga, como “O Xote Das Meninas”, “Baião” e “Vem Morena”.

E outras faixas animadas como “O Tempo E O Vento” e “Forró De Olinda”, com a participação especial de Lenine.

Forró Lunar

Mais um álbum dedicado ao forró, esse gravado em 2001, tem a música que leva o nome do disco como destaque.

Nesse CD também tem xotes bem gostosinhos para dançar agarradinho, como “Xote Delicado” e um forró pé de serra como “Pé de Rosa”.

De Janeiro a Janeiro

CD lançado em 2002, traz o sucesso “Flor De Tangerina”, “Blue Baião” e a música título entre suas 13 faixas.

Na Embolada do Tempo

Foi gravado em 2005, e além da música título traz a faixa “Depois Do Amor” e o grande sucesso “Ai De Ti Copacabana”.

Ciranda Mourisca

CD gravado em 2009, conta com um acervo mais puxado para o maracatu como as faixas “Maracajá”, “Amor Que Vai” e “Deusa Da Noite”.

Amigo Da Arte

Foi gravado em 2014 e traz o frevo como enredo principal, com as faixas “Frevo Da Lua”, “Frevo Dengoso”, “Voltei Recife” e “O Homem Da Meia-Noite”.

Sem Pensar No Amanhã

O primeiro dos 4 CDs do seu projeto voz e violão, gravado em 2021 durante o período de quarentena.

Ele canta alguns de seus grandes sucessos de uma forma simples e apaixonante, como “La Belle De Jour”, um dos hits de seu amigo Zé Ramalho “Estação Lunar” e o lançamento que leva o mesmo nome do disco “Sem Pensar No Amanhã”.

Saudade

O segundo álbum no formato voz e violão, lançado em 2021, traz como destaque a música título “Saudade”

Retratando a saudade que bateu em todos com o confinamento, e manda embora o sentimento dolorido no refrão Xô Saudade, uma música que toca no fundo no coração.

Entre suas 11 faixas também estão os sucessos “Tropicana”, “Como Dois Animais” e “Samba Do Tempo”.

Senhora Estrada

O terceiro disco voz e violão, seu último lançamento de 2021, começa com os sucessos de Luiz Gonzaga “Pau De Arara” e “Numa Sala De Reboco”.

A música título é o lançamento do CD, que inclui em suas 11 faixas sucessos “Xote Delicado”, “Depois Do Amor”, “Coração Bobo” e “Cabelo No Pente”.

Álbuns Ao Vivo

Alceu Valença gravou algumas obras ao vivo, e você pode conferir aqui na minha plataforma, vou deixar aqui para você.

Vivo!

Alceu Valença Ao Vivo

Oropa, França e Bahia

Marco Zero

Valencianas

O Grande Encontro

Alceu Valença: conheça a história de uma de suas maiores canções e composições

“La Belle de Jour”

A inspiração para o sucesso veio quando Alceu estava passando uma temporada na França, no ano de 1986.

Segundo ele, estava em um bar em Paris com um produtor quando conheceu uma bela mulher de olhos azuis, e contou-lhe que era um poeta.

Ela lhe respondeu: Então me faça um poema!

No mesmo dia, Alceu descobriu que a bela era a famosa atriz britânica Jacqueline Bisset, musa das décadas de 60 e 70.

No dia seguinte Alceu escreveu seu poema em forma de canção, chamando a musa de La Belle De Jour, remetendo a um filme francês famoso da época.

E misturando a lembrança de uma antiga namorada que frequentava com ele a Praia de Boa Viagem, no Recife.

Porém, um detalhe engraçado da história é que, Alceu pensou que Bisset era a musa do filme francês quando escreveu a letra, porém, a atriz do filme era, na verdade, a francesa Catherine Deneuve.

Ou seja, da confusão das musas dos olhos azuis, surgiu um de seus maiores sucessos, “La Belle De Jour”.

Ouça as principais playlists com Alceu Valença

alceu valença plkaylists

Não tem como não se envolver pelo ritmo dos sucessos de Alceu Valença, um dos maiores nomes da história da música brasileira.

Por isso, preparei para você uma playlist do cantor com os melhores hits, confere aí!

E continue acompanhando aqui na minha plataforma as novidades do cantor, porque Alceu já está preparando o último álbum do seu projeto voz e violão.

Eu não vejo a hora desse lançamento acontecer para incluir aqui mais um álbum desse artista maravilhoso que é Alceu Valença!!!

SE TE FALTAM PALAVRAS, “DIZ COM DEEZER”

Related Posts

Posted by deezer | 25 novembro 2022
Que tal relembrar clássicos e curtir os melhores musicais de todos os tempos? Nos palcos do teatro ou nas telinhas...
Posted by deezer | 23 novembro 2022
Quais são as suas músicas para reels preferidas? Se esse papo ainda não saiu na sua roda de amigos(as), algo...
Posted by deezer | 18 novembro 2022
Você tem alguma ideia sobre quais são os maiores festivais de música do mundo? Certamente, o Rock in Rio será...