Axé antigo: relembre os grandes sucessos baianos

Posted by Deezer | dezembro 15, 2021 | Música
axe antigo
axe antigo

Muito mais do que um gênero musical, o axé antigo é vida, é cultura, é festa, é carnaval. Pelo menos é assim que os apaixonados por esse estilo como eu o enxergam.

Inclusive, essa é uma das eternas dívidas dos brasileiros e dos gringos para com a Bahia. Afinal, graças a ela temos a oportunidade de se deliciar e dançar com músicas tão gostosas e alegres.

Por isso, como eu sei que não estou sozinha nesse amor pelo axé music, pelo carnaval e pela Bahia, eu resolvi relembrar os principais artistas do axé antigo e os seus maiores sucessos.

Então, encosta o seu sofá em um cantinho da sala e venha se jogar comigo nessa história. Axé para todo mundo!

R$1,80 NOS DOIS PRIMEIROS MESES? É #SÓNADEEZER!

Axé Music: entenda tudo sobre esse gênero

Apesar de toda a fama e de ser simplesmente o maior símbolo do carnaval de Salvador, o axé music não é um gênero tão antigo assim. São menos de 50 anos de história, mas suficientes para nos deixar caidinhos por ele!

Por isso, antes de falarmos de alguns dos principais artistas desse estilo musical, vale a pena conhecer um pouco da história do axé music para entender o porquê desse sucesso estrondoso. 

História

O axé music surgiu no início dos anos 1980, em Salvador, com a banda Acordes Verdes, que tinha, dentre os seus integrantes, Luiz Caldas e Carlinhos Brown, artistas que viriam a se consagrar como os maiores nomes desse gênero e do cenário musical brasileiro.

Nesse contexto, a banda Acordes Verdes começou a fazer um som que misturava vários estilos e elementos populares na Bahia, como samba, reggae, sintetizadores, tambores, metálicos, frevo, e muito mais! Daí, um novo movimento surgiu no estado. 

Mas foi em 1985, com o lançamento da música “Fricote”, de Luiz Caldas, que o axé music deu o seu primeiro passo rumo ao sucesso. Esse, inclusive, é considerado como o marco da consagração desse gênero, que apenas seria batizado como “axé music” anos mais tarde. 

Sucesso no Brasil

O sucesso do axé music no Brasil veio logo na sequência, com o próprio “Fricote”, de Luiz Caldas. O disco Magia, no qual o cantor lançou esse single, fez um enorme sucesso nacional, chegando a vender mais de 600 mil cópias na época.

Desde então, outros artistas baianos foram chegando no movimento e contribuindo para o sucesso e a disseminação do gênero em todos os cantos do Brasil.

Hoje, não apenas brasileiros, mas turistas de várias partes do mundo se jogam no carnaval de Salvador para curtir um pouco do axé e das belezas baianas. 

Curiosidades

E por falar no carnaval da Bahia, uma boa curiosidade sobre ele e sobre as apresentações de axé no trio elétrico é a origem desse.  

Esse formato surgiu no início da década de 50, quando a dupla Dodô e Osmar colocaram aparelhos de som em um carro Ford 1929, conhecido como “Fobica”, e saíram nele, no domingo de Carnaval, pelas ruas baianas tocando um frevo elétrico.

Portanto, se Luiz Caldas é considerado como pai do axé music, Dodô e Osmar são os pais do trio elétrico que tanto amamos seguir.

Além disso, uma outra interessante curiosidade é que o termo “axé” possui significado religioso. Na umbanda e no candomblé, ele significa “energia positiva”. Ou seja, toda forma de desejar axé para as pessoas é sempre muito bem recebida!

Axé antigo: confira os principais nomes que marcaram gerações

Depois de conhecer mais sobre as raízes desse gênero, é hora de conhecer os principais nomes do axé antigo que contribuíram para que ele fosse construído e se tornasse tudo isso de maravilhoso que conhecemos hoje.  

Luiz Caldas

Impossível começar a minha lista por outro artista que não fosse o pai do axé music: o querido Luiz Caldas. Afinal, como eu te contei, o cantor lançou a primeira canção reconhecida como do gênero: “Fricote”, do álbum Magia.

No entanto, Luiz não parou por aí! O baiano continuou lançando um sucesso atrás do outro, como “Haja Amor”, “O Que É Que Essa Nega Quer?” e “Tieta”, tema de abertura da telenovela homônima.

Já são mais de 120 álbuns lançados, sendo que, desde 2013, o cantor lança um álbum por mês em seu site. 

Banda Reflexu’s

A Banda Reflexu’s, formada em 1986, também teve um enorme e fundamental papel na disseminação e popularização do axé music.

Para se ter uma ideia de sua relevância, saiba que essa foi a primeira banda baiana a se apresentar no Canecão, uma das casas de show mais importantes do Brasil.

A música “Madagascar Olodum” foi a grande responsável por tornar a banda conhecida nacionalmente. Mas, além desse, o grupo também conseguiu projetar outros sucessos, como “Alfabeto do Negão”, “Libertem Mandela” e “Canto Para o Senegal”.

Vale dizer que a Banda Reflexu’s possui 5 álbuns, sendo que o primeiro – Reflexu’s da Mãe África (1987) – vendeu mais de 1 milhão de cópias. 

Cheiro de Amor

Cheiro de Amor é outra importante banda no cenário do axé music e que tem muita história para contar, a começar pelo nome. Quando surgiu, em 1985, o nome do grupo era Pimenta de Cheiro, e apenas se tornou Cheiro de Amor dois anos depois.

A primeira vocalista da banda foi Márcia Freire. Já em 1995, Carla Visi assumiu o vocal. No entanto, em 2001, Márcia retornou, e, em 2003, foi a vez de Alinne Rosa assumir o posto. Desde 2014, quem comanda o Cheiro de Amor é Vina Calmon.

Tendo surgido no mesmo ano da consagração do axé music, a banda Cheiro de Amor assumiu um papel muito importante na divulgação desse gênero. É até difícil listar os seus sucessos, porque são muitos.

Mas, sem dúvidas, alguns dos mais inesquecíveis são “Doce Obsessão”, “Vai Sacudir, Vai Abalar”, “Dias de Sol” e “Eu Só Liguei Pra Te Dizer”.

Já são mais de 20 álbuns gravados, sendo que Salassiê (1988), Cheiro de Amor – Ao Vivo (1997), Me Chama (1998) e Cheiro de Amor – Ao Vivo (2005) são alguns dos que melhor performaram entre o público. 

Banda Eva

Essa é mais uma banda que contribuiu para o movimento do axé music, seja por causa dos seus hits ou porque lançou grandes nomes da música, como Daniela Mercury (que foi backing vocal quando a Eva ainda era um bloco carnavalesco), Ivete Sangalo e Saulo Fernandes (ambos foram vocalistas da banda).

São inúmeros os sucessos da Banda Eva, realmente a se perder de vista. “Eva”, “Beleza Rara”, “Levada Louca”, “Carro Velho” e “Arerê” são apenas alguns.

Além disso, foram milhões de cópias de discos vendidos, sobretudo quando Ivete estava à frente da banda. O álbum Beleza Rara (1996) ganhou o disco de ouro; o Eva, Você e Eu (1998), o disco de platina; e o Banda Eva – Ao Vivo (1997), o disco de diamante.

Vale dizer que, desde 2013, a Banda Eva é comandada pelo cantor Felipe Pezzoni e continua fazendo sucesso por onde passa!

Sarajane

Falando sobre a abertura de portas, eu não poderia deixar de mencionar Sarajane. Afinal, a cantora é uma das pioneiras do gênero e possibilitou o ingresso futuro de outras cantoras no meio.

Sarajane começou as atividades na música na década de 80 e, logo em 1986, se tornou conhecida nacionalmente graças ao seu sucesso “A Roda”.

Desde então, são quase 20 álbuns lançados, sendo que Sarajane (1988), Sotaque Brasileiro (1989) e Ao Vivo em Salvador (1996) ganharam o disco de ouro e o álbum História do Brasil (1987) ganhou o disco de platina.   

Chiclete com Banana

E quando o assunto é carnaval, não tem como ser diferente: a banda Chiclete com Banana é simplesmente uma das mais animadas e amadas!

No início da década de 1980, a banda, que já existia, começou a ganhar os contornos do axé e a se apresentar em trios elétricos. Vale dizer que, desde os seus primeiros passos, o grande Bell Marques já estava presente.

No entanto, o vocalista, famoso por suas bandanas, deu adeus à banda em 2013 para seguir carreira solo, dando lugar a Rafa Chaves. Em 2018, entretanto, o posto passou a ser ocupado pelo cantor Khill.

Dentre os maiores sucessos dessa grande banda do axé e do carnaval baiano estão: ‘Voa, Voa”, “Diga Que Valeu”, “100% Você”, “Chicleteiro Eu, Chicleteira Ela” e “Cara Caramba, Sou Camaleão”.

Além disso, vários álbuns do Chiclete com Banana receberam disco de ouro, sendo alguns deles: Banana Coral (1994), Bem Me Quer (1999) e Sou Chicleteiro (2004).

Tantos números assim apenas comprovam o sucesso e a relevância dessa banda para o axé music e para a música brasileira. 

Ivete Sangalo

Impossível falar do sucesso do axé music sem falar de Ivete Sangalo, uma das maiores cantoras da música brasileira!

Ivete iniciou sua carreira como backing vocal e cantando em barzinhos. Em 1993, ingressou como vocalista da Banda Eva e de lá para cá foi só sucesso.

Em 1999, quando decidiu trilhar carreira solo, a cantora já contava com uma multidão de fãs e com muitos hits de sucesso.

Seu primeiro álbum solo foi o Ivete Sangalo, que contou com grandes sucessos, como “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim” e “Canibal”.

Daí em diante, todos os seus lançamentos foram um sucesso atrás do outro! “A Festa”, por exemplo, de 2001, embalou o título da Copa do Mundo de 2002.

Além disso, a baiana já ganhou inúmeros prêmios, emplacou várias músicas em telenovelas, participou e participa de vários programas televisivos… Ou seja, ela é realmente um fenômeno e uma estrela!

Daniela Mercury

Daniela Mercury é mais um entre os maiores nomes da música baiana! Não por acaso, a cantora e compositora é conhecida como a rainha do axé.

Ela começou a sua carreira em 1986, como backing vocal do Eva, quando esse ainda era um bloco. Também foi vocalista da banda Companhia Clic, até que resolveu seguir carreira solo no início da década de 90.

Desde então, Daniela emplacou um hit atrás do outro, como “Swing da Cor”, “Menino do Pelô”, “O Canto da Cidade”, “Levada Brasileira” e “Maimbê Dandá”.

Seu primeiro álbum foi Daniela Mercury e o mais recente é Perfume, lançado em 2020.

Dentre os inúmeros prêmios que ganhou, está o honroso Grammy Latino, que Daniela conquistou com o seu álbum Balé Mulato, lançado em 2005. 

Olodum

A banda Olodum foi criada em 1987, tendo estreado no cenário musical com o álbum Egito Madagascar. Dele, veio um dos maiores sucessos da banda: “Faraó”.

Mas além desse, o grupo também emplacou muitos outros hits dentro e fora do Brasil, como “Nossa Gente (Avisa Lá)”, “Requebra”, “Rosa” e “Protesto Olodum”.

Vale dizer que são 25 discos e LP’s gravados, sendo 11 nacionais e 14 internacionais, e mais de 5 milhões de cópias vendidas.

A banda Olodum também gravou com grandes artistas, inclusive com o rei do Pop, Michael Jackson. Essa gravação, em especial, ocorreu em 1996, no Pelourinho, quando o cantor e a banda cantaram “They Don’t Care About Us”.

Timbalada

A Timbalada foi lançada em 1991 por um outro grande nome do axé music e da música popular brasileira: Carlinhos Brown.

A banda é comumente reconhecida pelos corpos pintados de seus integrantes e pelo som característico do timbal. Foram várias formações ao longo do tempo, sendo que nos primeiros anos eram muitos vocalistas.

Assim como o Olodum, a Timbalada tem forte apelo cultural e possui grande destaque nos movimentos afros.

Além disso, alguns de seus principais sucessos são “Beija-Flor”, “Água Mineral”, “Cachaça” e “Margarida Perfumada”. 

Netinho

Netinho começou a sua carreira como vocalista da Banda Beijo, em 1988. Cinco anos depois, o cantor partiu para a carreira solo, tendo sido o seu primeiro álbum Um Beijo pra Você.

Desde então, emplacou um sucesso atrás do outro, inclusive nas telenovelas globais, como “Menina”, Como”, Pra Te Ter Aqui” e “Indecisão”.

Mas, sem dúvidas, o seu maior sucesso é a canção “Mila”, do seu disco Netinho Ao Vivo!, de 1996. A música embalou muitos e muitos carnavais e ainda marca forte presença nas festas onde o axé antigo é o protagonista.

Ara Ketu

O Ara Ketu nasceu em 1980 como um bloco afro. Foi apenas no final da década de 80 que ele se tornou uma banda, como a que conhecemos atualmente.

Vale dizer que o cantor Tatau fez parte do Ara Ketu desde o processo de formação da banda. Desde então, ficou no grupo até 2008. Depois retornou em 2012 e saiu novamente em 2015. Atualmente, o vocalista da banda é Dan Miranda.

Tendo nascido quase que junto com o axé music, o Ara Ketu possui inúmeros hits de sucesso, que ficaram eternizados nas playlists dos amantes de uma boa música, como “Pipoca”, “Ara Ketu Bom Demais”, “Mal Acostumado”, “Cobertor” e “Carta Branca”. 

Asa de Águia

O Asa de Águia é mais uma banda célebre do axé e do carnaval baiano, que surgiu em 1988 com Durval Lelys à frente.

Foram vários e vários sucessos até 2014, quando a banda resolveu fazer uma pausa por tempo indeterminado. Alguns deles são: “Dia dos Namorados”, “Xô Satanás”, “Manivela”, “Dança do Vampiro” e “Quebra Aê”. Essa última, inclusive, foi eleita como a melhor música do carnaval de 2007. 

Além disso, a banda vendeu mais de 5 milhões de cópias de seus álbuns e recebeu o disco de platina pela vendagem estrondosa do seu primeiro DVD, o Asa de Águia Ao Vivo. 

Essa é uma banda que realmente deixou saudades nos fãs, foliões e simpatizantes do axé antigo.  

Os grandes sucessos de axé antigo: os hits inesquecíveis

axe antigo musicas

Depois de relembrar alguns dos maiores nomes do axé antigo, é chegada a hora de rever também alguns hits inesquecíveis, que deixaram boas lembranças e que, até hoje, quando tocam, são sucessos garantidos!

Daniela Mercury – Swing da Cor

“Swing da Cor” foi gravada por Daniela Mercury em 1991 e conta com a participação mais do que especial do Olodum.

Inclusive, não há quem resista às batucadas no início da música, intercaladas com a voz maravilhosa da cantora!

Netinho – Mila

“Tudo começou há um tempo atrás”, mais especificamente em 1996, quando Netinho lançou essa música que embalou muitos carnavais, festas e muita dança.

Por isso, dá o play aí para reviver todas essas boas lembranças com “Mila”.

Ara Ketu – Ara Ketu Bom Demais

Outro hit que eu separei para você é “Ara Ketu Bom Demais”, uma canção gostosa e bem cadenciada.

Então, eu começo e vocês continuam: “Não dá para esconder o que eu sinto por você, Ara..”

Timbalada – Beija-Flor

“Beija-Flor” é uma das músicas mais gostosas de se ouvir, seja para dançar ou para curtir um momento de tranquilidade.

Ela foi lançada em 1993 e é, sem dúvidas, um dos maiores sucessos do Timbalada.

Olodum – Requebra

E quando o assunto é remexer o corpo, “Requebra”, do Olodum, é a escolhida. Afinal, não tem como ficar parado com essa música contagiante, que vem atravessando gerações desde 1992.

Então, bora curtir e se jogar!

Banda Cheiro de Amor – Vai Sacudir, Vai Abalar

Quando a música “Vai Sacudir, Vai Abalar” começa, em um ritmo bem lento, ninguém imagina que em poucos segundos a poeira vai levantar e a animação será contagiante.

Mentira! Na realidade, todo mundo já sabe! Afinal, essa música é muito famosa e uma das mais queridinhas do axé music.

Banda Eva – Pequena Eva

“Pequena Eva” é um clássico e que, em hipótese alguma, poderia ficar fora dessa lista.

A canção, que já havia sido gravada pela Rádio Taxi, foi consagrada na voz de Ivete Sangalo, quando essa ainda era vocalista da Banda Eva.

Então, que tal relembrá-la agora, na minha plataforma?

Luiz Caldas – Fricote

Não teria como finalizar essa lista de outro jeito! Afinal, “Fricote”, de Luiz Caldas, foi a música que lançou o axé music, esse ritmo que tanto amamos.

Por isso, vem relembrar um dos primeiros passos para a consagração desse gênero musical.

Axé antigo: confira as melhores playlists só na Deezer!

Tenho certeza de que a sua vontade de escutar axé antigo só aumentou depois de acompanhar este conteúdo. Estou certa?

Então, para suprir esse gostinho de quero mais, venha descobrir as melhores playlists de axé antigo na minha plataforma!

Clássicos do Axé

Essa playlist é para quem quer sair do chão e deixar as festas em casa muito mais divertidas e, quem sabe, em ritmo de carnaval.  

Axé da Manhã

A playlist Axé da Manhã é para começar o dia com o pé direito e com muita energia positiva! Que tal?

Ouça as músicas do axé antigo que você mais ama na Deezer

Chegamos ao final de mais um conteúdo! Espero que você tenha se divertido muito e matado aquela saudade ao relembrar os maiores artistas e sucessos da história do axé music.

Saiba que não é preciso esperar chegar o carnaval para relembrá-los. Afinal, no meu aplicativo você pode ouvir todos os hits do axé antigo quando e onde você quiser!

Por isso, conheça todos os meus planos disponíveis e contrate aquele que mais combina com os seus momentos de lazer e diversão!

SE TE FALTAM PALAVRAS, “DIZ COM DEEZER”

Related Posts

Posted by deezer | 29 novembro 2022
Muitos de nós gostamos de apreciar uma boa música, mas há muito mais neste universo do que se encontra no...
Posted by deezer | 28 novembro 2022
Antes de mais nada, saiba que neste texto eu tomei a licença poética de chamar o Livro dos Recordes de...
Posted by deezer | 25 novembro 2022
Que tal relembrar clássicos e curtir os melhores musicais de todos os tempos? Nos palcos do teatro ou nas telinhas...