Elza Soares: biografia e os sucessos da “voz do milênio”

Posted by Deezer | julho 10, 2022 | Música
elza soares
Elza Soares

A eterna Elza Soares, uma das vozes femininas mais importantes no Brasil e no mundo, é uma artista que cantou até o fim e marcou para sempre a história da música.

Não só pelo talento musical e composições avant-garde, Elza Soares é reconhecida como uma das artistas mais importantes de todos os tempos também por toda sua história de vida, lutas, diversidade e reconhecimento.

Elzinha, como também era conhecida, cantou “Do Planeta Fome” até “No Tempo da Intolerância”, deixando aos 91 anos mais de 35 álbuns de uma discografia que acompanha mais de 60 anos de história e música brasileira.

Em homenagem a Elza Soares, vamos relembrar sua biografia e cantar os grandes sucessos da “Mulher do Fim do Mundo”.

PRIMEIRO MÊS GRÁTIS? É #SÓNADEEZER!

Elza Soares : conheça a história da cantora

Do samba aos ritmos mais recentes do século XXI, Elza Soares foi uma artista que ultrapassou e experimentou, na música, usufruir de diversos gêneros e propostas musicais, não se apegando a um único rótulo.

Com sua voz e talento incomparáveis, Elza Soares (nome artístico) tornou- se uma artista reconhecida internacionalmente como uma das vozes mais importantes de todos os tempos.

Mas a biografia de Elzinha não começa assim. Sua vida pessoal é também marcada por muitas lutas, episódios de miséria e violência, antes e durante toda a glória dos palcos.

Vamos conhecer essa trajetória?

Uma infância marcada pela fome

Elza Gomes da Conceição, que adotou Soares como sobrenome artístico, nasceu no Rio de Janeiro no dia 23 de junho de 1930, filha de uma lavadeira e de um operário que viviam em uma situação muito humilde.

Na primeira infância, morava na antiga favela Moça Bonita, hoje conhecida como Vila Vintém, no bairro Padre Miguel.

Mas ainda pequena, Elza com sua família composta por dez irmãos, se mudou para o bairro Água Santa, onde moravam em um cortiço. 

Lá, ela cresceu e passou sua infância em uma situação bastante humilde, em que ajudava a família sempre nos afazeres domésticos e em tarefas como buscar água no poço.

Esse período da vida de Elza foi marcado por muitas dificuldades, mas desde então já demonstrava interesse pela música, cantando sempre nas idas e vindas de lata d’água na cabeça ao lado de seu pai – que nas horas vagas gostava de tocar violão.

Família e Relacionamentos

A infância de Elzinha foi interrompida muito cedo. Aos 12 anos, ela foi obrigada a se casar com Lourdes Antônio Soares, um amigo do pai que era mais velho que ela. Foi nesse casamento que Elza Soares nasceu, ao adotar o sobrenome de Lourdes.

Durante esse casamento, Elza sofreu agressões e violências sexuais que aparecem em suas letras e como referências em seus álbuns.

Além da violência, durante esse período, Elza perdeu dois filhos para a desnutrição e teve uma filha sequestrada, em que o reencontro só viria a acontecer muitos e muitos anos depois.

Aos 21 anos, com quatro filhos, Elza Soares fica viúva e começa a se dedicar ao trabalho de faxineira para conseguir sustentar a família. 

Outro parte de sua vida pessoal que ganhou grande repercussão na mídia foi o relacionamento com o futebolista Manoel Francisco dos Santos, o Garrincha.

A artista conheceu Garrincha quando tinha por volta dos 32 anos, quando iniciaram um relacionamento quando o jogador ainda estava em um casamento com outra pessoa. Esse fato gerou um efeito muito negativo para Elza Soares na época, no qual a cantora se tornou alvo de diversas críticas e manifestações contra o relacionamento.

De 1966 a 1982, os dois viveram juntos, tiveram um filho desse casamento e vários conflitos marcados por agressões físicas, ciúmes e traições. O fim do relacionamento aconteceu, principalmente, pelo alcoolismo de Garrincha. Em  20 de janeiro de 1983, Garrincha faleceu de cirrose hepática.

Os 71 anos de carreira

Primeiros passo de Elza Soares na música

Os primeiros passos de Elzinha na música começaram tanto por sua confiança em seu próprio talento, como também por uma questão de sobrevivência.

Ao ficar viúva e precisando sustentar sozinha os filhos, precisando ainda de dinheiro extra para os remédios de um de seus filhos, o Carlinhos, que estava com pneumonia, a artista resolveu arriscar com uma participação em um programa de calouros de Ary Barroso, em 1953.

A presença de Elza no show de calouros causou estranhamento para o público e para o apresentador, algo que a deixou bastante constrangida.

No palco, se apresentava uma menina negra, magra e pequena com roupas bem maiores emprestadas da mãe e sandálias nos pés.

Ary, ao vê-la, perguntou “de que planeta você veio, menina?” e Elza deu uma resposta que marcou sua carreira na música:

“Do mesmo planeta que o senhor, Seu Ary. Do planeta fome!”

Após a apresentação, Elza deixou o palco ao som de aplausos de uma plateia de pé que ficou impressionada com o talento e potência de sua voz. No momento, Ary, o apresentador também afirmou que ali nascia uma estrela.

Depois desse primeiro passo na música, Elza continuou insistindo em seu talento buscando outros programas de calouros para se apresentar e conseguir um dinheiro.

Em alguns, ela não conseguia espaço, pois na época, muitos lugares não permitiam apresentações de cantoras negras.

Na década de 1960, as coisas começaram a mudar na vida de Elza, pois ela conseguiu a partir de ali viver da música e conquistar os primeiros contratos e gravações, além de participações em programas de televisão. 

Esse começo de sua carreira foi marcado por desafios e dificuldades para vencer os preconceitos da época, por ser uma mulher negra. Mesmo com essas barreiras, Elza conseguiu realizar diversas turnês na América Latina e América do Norte, levando seu sambalanço para fora do país. 

Foi no ano de 1960 que a artista conseguiu lançar seu álbum de estreia, “Se Acaso Você Chegasse” e depois deste trabalho muitos outros vieram em sequência.

Do início de sua carreira até os anos 2000, muitos discos e trabalhos foram realizados pela artista e em homenagem a sua discografia.

Sua vida se tornou inspiração para documentários e livros que contam sua trajetória ao longo dos mais de 70 anos de carreira.

O falecimento aos 91 anos

Elza Soares faleceu no dia 20 de janeiro de 2022, aos 91 anos de idade. A assessoria da artista divulgou em suas redes sociais e a imprensa que a cantora faleceu de causas naturais, em sua casa. 

Em um relato, os familiares disseram que no dia de sua morte, Elza estava tranquila e até confidenciou que sentia que estava perto de falecer.

“Foi uma morte tranquila, sem traumas, sem motivo. Morreu de causas naturais. Esse, aliás, era um grande medo dela: ter uma morte sofrida, por doença. Hoje, ela simplesmente desligou”, contou o empresário da cantora à imprensa.

Por que Elza Soares é tão importante e uma referência?

Importância de Elza Soares

Em 2000, Elza Soares foi premiada como a “Melhor Cantora do Milênio” pela BBC de Londres, em um evento em que se apresentou ao lado de outros grandes nomes da MPB, como Chico Buarque, Caetano Veloso, Gal Costa e outras estrelas.

Por conta dessa premiação, a artista ficou conhecida no mundo todo como A Voz do Milênio.

Seu jeito rasgado de cantar também é considerado único e sempre foi justificado pela artista como uma “consequência” das latas d’águas na cabeça que carregou na infância enquanto trabalhava como lavadeira e em uma fábrica de sabão.

Além de ser uma referência artística e um dos nomes de maior destaque na música brasileira, Elza Soares é importante também por toda sua representatividade.

Ela se tornou um símbolo de resistência a violência doméstica, preconceitos raciais, sociais, além de seu posicionamento político em prol da liberdade de expressão e a democracia, lembrada também pelas perseguições que sofreu do DOPS durante o período de ditadura civil-militar.

Por esses e outros motivos, Elza em vida e após a morte, se tornou a inspiração para diversas homenagens de outros artistas da música e inspiração para enredos de Carnaval, como na canção “Elza Deusa Soares”, da Mocidade Independente de Padre Miguel.

Elza Soares: escute seus 10 maiores sucessos

Ao longo de mais de 60 anos dedicados à carreira artística, não faltam sucessos para compor a lista de melhores músicas de Elza Soares, sendo uma tarefa extremamente difícil escolher apenas 10 dicas aqui.

Suas músicas contam muito de sua biografia, pois Elza sempre trouxe para suas canções seus romances, violências sofridas, preconceitos raciais e seu posicionamento feminista ao longo de toda a sua trajetória pessoal, além de abordar criticamente o cenário político e social do país.

Em muitas letras, Elza também homenageia o samba e sua escola de samba do coração, a Mocidade Independente de Padre Miguel.

Nos 10 maiores sucessos abaixo, é possível entender a grandiosidade da discografia de Elza Soares, mas os álbuns completos você encontra no meu app.

1. A Carne

A Carne” é uma das músicas mais famosas e marcantes, senão a mais importante, da trajetória de Elza Soares.

A letra impactante e a interpretação na voz rouca de Elza Soares tornam essa canção única. Com certeza, você conhece o refrão:

“Que vai de graça pro presídio

E para debaixo do plástico

E vai de graça pro subemprego

E pros hospitais psiquiátricos

A carne mais barata do mercado é a carne negra

(Dizem por aí)

A carne mais barata do mercado é a carne negra

A carne mais barata do mercado é a carne negra

A carne mais barata do mercado é a carne negra”

2. Mulher do Fim do Mundo

A música “A Mulher do Fim do Mundo” faz parte do 32º álbum da cantora, que leva o mesmo nome da faixa, lançado em outubro de 2015.

A faixa é marcada pela potência da letra e o jeito rasgado de cantar que Elza Soares usava em suas performances.

A música fala do desejo da artista de cantar até o fim do mundo, tornando-se além de umas das melhores canções da artista mais um apelido para Elza Soares.

“Quebrei a cara e me livrei do resto dessa vida

Na avenida dura até o fim

Mulher do fim do mundo

Eu sou e vou até o fim cantar”

3. O que se Cala

Outro grande sucesso de Elza Soares é a faixa “O que se Cala”, do álbum “Deus É Mulher”, lançado em 2018, que conta com uma letra que aborda a liberdade de expressão e de ter o direito de não se calar sobre as questões que são, de fato, seu lugar de fala.

“Mil nações moldaram minha cara

Minha voz uso pra dizer o que se cala

Ser feliz no vão, no triz, é força que me embala

O meu país é meu lugar de fala”

4. Maria de Vila Matilde

Maria da Vila Matilde“, do álbum “A Mulher do Fim do Mundo” de 2015, é uma faixa que reflete também muitas lutas da vida pessoal de Elza Soares.

A composição, de Douglas Germano, ganha um significado especial com a interpretação de Elzinha, veja só a letra:

“Cadê meu celular? Eu vou ligar prum oito zero

Vou entregar teu nome e explicar meu endereço

Aqui você não entra mais

Eu digo que não te conheço

E jogo água fervendo se você se aventurar

Eu solto o cachorro

E, apontando pra você

Eu grito péguix guix guix guix

Eu quero ver você pular, você correr

Na frente dos vizinhos

‘Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim”

5. Se Acaso Você Chegasse

A música “Se Acaso Você Chegasse” é uma das mais importantes da artista, pois marca o início de sua carreira. A faixa faz parte do primeiro álbum que leva o mesmo nome lançado da artista, na década de 1960.

Se acaso você chegasse no meu chateau e encontrasse

Aquela mulher que você gostou

Será que tinha coragem de trocar nossa amizade

Por ela, que já lhe abandonou?”

6. Salve a Mocidade

Salve a mocidade - Elza Soares

“Lá vem a bateria da Mocidade Independente

Não existe mais quente

Não existe mais quente

É o festival do coro

É a alegria da cidade

Salve a Mocidade

Salve a Mocidade

Salve a Mocidade

Salve a Mocidade”

A letra dispensa interpretações, não é mesmo? A música “Salve a Mocidade” de Elza Soares, de 1961, mostra o quanto a relação da artista com o samba e com essa escola de samba é de longa data. 

7. Meu Guri

Em 2007, Elza Soares lançou o álbum “Beba-me: Ao vivo” que conta com a faixa “Meu Guri”. 

A música, apesar de ser uma composição de Chico Buarque, é muito importante dentro da discografia da artista.

A letra fala de um menino que nasceu em uma família de origem muito humilde rodeado pela fome, algo que a própria artista viveu.

“Quando seu moço nasceu meu rebento não era o momento dele rebentar

Já foi nascendo com cara de fome, eu não tinha nem nome pra lhe dar

Como fui levando não sei lhe explicar, fui assim levando ele a me levar

E na sua meninice ele um dia me disse que chegava lá

Olha aí

Olha aí

Olha aí ai o meu guri olha aí

Olha aí ai o meu guri olha aí

Olha aí ai o meu guri olha aí

Olha aí ai o meu guri …

8. Dura na Queda

Outra composição de Chico Buarque que ficou famosa na interpretação de Elza Soares é a canção “Dura Na Queda”, que se tornou um dos maiores sucessos da cantora:

“Perdida na avenida

Canta seu enredo

Fora do carnaval

Perdeu a saia

Perdeu o emprego

Desfila natural

Esquinas mil buzinas

Imagina orquestras

Samba no chafariz

Viva a folia

A dor não presta

Felicidade, sim”

9. Vou Festejar

A Elza Soares foi uma grande cantora, compositora e intérprete, sem dúvidas. Por isso é que entre suas canções de maior sucesso temos o  grande clássico da MPB, “Vou Festejar”.

“Você pagou com traição

A quem sempre

Lhe deu a mão

Você pagou com traição

A quem sempre

Lhe deu a mão”

10. Espumas ao Vento

Na conclusão dessa lista de sucessos de Elzinha, temos a canção “Espumas ao Vento”, presente no famoso filme brasileiro “Lisbela e o prisioneiro”, de 2003.

“Sei que ai dentro ainda mora

Um pedaço de mim

Um grande amor não se acaba assim

Feito espumas ao vento

Não é coisa de momento

Raiva passageira

Mania que dá e passa

Feito brincadeira

O amor deixa marcas que não dá para apagar

Principais Playlists de Elza Soares

Playlists da Elza Soares

Para conhecer ainda mais os sucessos de Elza Soares, ouça também as melhores playlists disponíveis no meu app com a artista:

Faixa a Faixa – Elza Soares

O Faixa a Faixa é um projeto exclusivo do meu app em que o próprio artista comenta as faixas do disco. 

Além de ter nesse projeto diversos outros artistas, temos também o conteúdo exclusivo em que a Elza Soares participa e conta sobre suas inspirações e curiosidades sobre cada música do álbum “Deus É Mulher”. Incrível, não? 

100% Elza Soares

Na playlist 100% Elza Soares, você confere uma seleção das 50 músicas mais marcantes da trajetória de Elza Soares.

MPB: o melhor de todos os tempos

Na playlist MPB O Melhor de Todos os Tempos, como o nome já diz, temos as grandes estrelas da música brasileira, com clássicos mais antigos e hits contemporâneos.

#SÓNADEEZER: ouça a discografia de Elza Soares

É sempre bom relembrar a história e ouvir os grandes sucessos dos artistas da música brasileira, não é? 

Elza Soares é um dos nomes que fazem parte da história da MPB e que tem uma relevância que vai além da sua contribuição musical. 

Se você gostou de conhecer mais da história da voz do milênio, que tal agora ouvir sua discografia completa no meu app? Até a próxima!

PRIMEIRO MÊS GRÁTIS? É #SÓNADEEZER!

Related Posts

Posted by deezer | 17 agosto 2022
Quer ouvir a melhor colaboração musical feminina no cenário nacional e internacional? Pois você está no lugar certo. Nessa lista,...
Posted by deezer | 15 agosto 2022
Ela é formada em Administração de Saúde pela Texas Southern University. É cantora e rapper, conhecida por seus esforços de...
Posted by deezer | 13 agosto 2022
Justin Bieber iniciou sua carreira em 2007 postando vídeos de músicas covers de outros artistas e sua voz foi se...