Emicida: história, carreira e grandes sucessos do rapper

Posted by Deezer | dezembro 23, 2021 | Música, Uncategorized
Emicida

Emicida, sem dúvidas, é um dos nomes mais importantes do rap nacional

Ao lado de tantos outros gigantes, como Mano Brown, Black Alien, Criolo, Djonga, Rashid, Negra Li, Preta Rara e outros talentos que temos, Emicida vem e mostra que realmente tem mil coisas na cabeça, tá ligado?

Hoje, após 16 anos de carreira, Emicida ocupa um lugar de destaque, não só pelo seu talento musical e letras que são verdadeiras poesias, mas também pela sua representatividade e posicionamento político.

Não é à toa que Emicida foi eleito o Homem do Ano na Música pela revista GQ Brasil, em dezembro de 2021.

Embora os últimos anos tenham sido mais desafiadores e difíceis que o normal, por conta do cenário de pandemia, para quem é fã do Emicida poder ouvir trabalhos como o álbum AmarElo foi um verdadeiro presente e refúgio, não é? 

Por isso, hoje quero relembrar com você a trajetória de Emicida até aqui, e como o rapper realmente conseguiu seu triunfo, se tornando um dos nomes mais importantes da música brasileira.

R$1,80 NOS DOIS PRIMEIROS MESES? É #SÓNADEEZER!

Emicida: conheça a história do rapper

Leandro Roque de Oliveira, mais conhecido pelo seu nome artístico Emicida, é um rapper, cantor, compositor, letrista e empresário brasileiro.

Ele é considerado um dos maiores nomes do hip hop no Brasil e o nome “Emicida”, que vem da junção das palavras “MC” (Mestre de Cerimônias) e “homicida”, veio por conta das suas constantes vitórias em batalhas de rima.

Na época, os amigos do artista diziam que Leandro era um “assassino” e que “matava” os seus adversários através das suas rimas poderosas.

Mais tarde, o rapper criou um acrônimo para esse nome. Emicida passou a ser E.M.I.C.I.D.A., que significa “Enquanto Minha Imaginação Compuser Insanidades Domino a Arte”. Bem poético, não é mesmo?

Mas muito antes do sucesso, ele começou a gravar por volta de 2005, no mesmo período em que começou a participar de batalhas de rima.

Sua primeira faixa lançada na internet foi “Contraditório Vagabundo”, uma música que fala das contradições da sociedade brasileira e em que ele já mostrava seu talento para trazer referências, já que, logo nos primeiros versos, ele já traz a “estrada de tijolos amarelos”, do filme O Mágico de Oz, em contraste com os chinelos ao invés dos sapatinhos de rubi.

Foi só em 2009 que ele lançou a sua primeira mixtape: Pra Quem Já Mordeu Cachorro Por Comida, Até Que Eu Cheguei Longe….

Inclusive, quando ele foi premiado como homem do ano na música pela revista GQ Brasil, a capa trouxe uma referência a esse álbum.

Nos anos seguintes, ele começou a lançar mais álbuns e consolidar a sua carreira no cenário da música brasileira ainda mais.

Suas músicas cresceram tanto que viraram até trilha sonora de novela (Sangue Bom, Malhação e Malhação “Toda Forma de Amar”), de cinema (Pantera Negra e O Menino e Mundo) e videogames (Max Payne 3, FIFA World Cup, FIFA 15 e NBA 2K16).

Discografia

emicida principais sucessos

Ao longo da sua carreira, o Emicida já lançou 8 álbuns de estúdio com canções inéditas. Confira a seguir a lista completa de lançamentos:

Conheça os principais sucessos de Emicida

É até difícil fazer uma lista com os principais sucessos de Emicida, pois ao longo de sua carreira de mais de 16 anos, o rapper já emplacou diversas faixas icônicas, além de parcerias que dispensam apresentações.

Mas fiz aqui um esforço para conseguir trazer aquelas faixas que você precisa obrigatoriamente conhecer. Sabe aquelas músicas que todo mundo canta junto no show? São essas aqui!

AmarElo

O single “AmarElo” é um dos mais marcantes de toda a trajetória do Emicida, pois, além da letra e da mensagem poderosa, ele parece ter vindo no momento certo para os fãs do artista, já que, alguns meses depois do lançamento, todos nós iríamos precisar de uma boa dose de esperança para enfrentar os desafios da pandemia de COVID-19.

A música fala sobre a necessidade de nunca perder as esperanças, pois os nossos sonhos valem a pena e é preciso batalhar por eles, pois, por mais difícil que seja a jornada, no final ela vale a pena.

Para ajudá-lo nessa mensagem, ele contou com a ajuda de Pabllo Vittar e Majur, que adicionaram à música versos que falam sobre como é essencial sempre olhar em frente e não se apegar tanto aos erros do passado.

Outra participação especial é a do cantor Belchior, cuja música “Sujeito de Sorte” foi sampleada para a produção da faixa.

Belchior, infelizmente, já não estava mais vivo quando a música foi lançada, mas todos nós temos certeza de que ele teria amado o resultado final assim como nós amamos, não é mesmo?

Ouça AmarElo, do Emicida, Pabllo Vittar e Majur no player abaixo:

Passarinhos

Em um primeiro momento, “Passarinhos”, do álbum Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa…, pode parecer uma música calma, tranquila e até mesmo good vibes, afinal, veja o que diz o refrão:

“[Somos] Passarinhos soltos a voar dispostos

A achar um ninho

Nem que seja no peito um do outro”

Muito bonito, né?

Mas essa é uma daquelas músicas que, quando você ouve mais de uma vez, percebe que, na verdade, apesar do refrão bonito, também traz a tona muitas questões sociais que são quase um soco no estômago, como podemos ver nos versos a seguir:

“No pé que as coisa vão Jão

Doideira, daqui a pouco resta madeira nem pro caixão

Era neblina hoje é poluição

Asfalto quente queima os pé no chão

Carros em profusão, confusão

Água em escassez bem na nossa vez

Assim não resta nem as barata (é memo)

Injustos fazem leis e o que resta p’ocês

Escolher qual veneno te mata”

O Emicida é mestre em dar esses “tapas de luva” com suas palavras e esse tipo de escolha poética, que é bastante presente em suas composições, é só mais um dos motivos para que ele seja considerado um gênio.

Confira “Passarinhos” no player abaixo:

Levanta e Anda  

A faixa “Levanta e Anda”, com a participação de Rael, é um dos maiores sucessos do Emicida. Sabe aquela letra que arrepia? É essa aqui.

Essa música faz parte do álbum O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui, de 2013, é uma das favoritas dos fãs, por toda a mensagem que a letra faz. 

Som potente e emocionante, do jeito que o Emicida é mestre em fazer.

Principia

“Principia” é a faixa que abre o álbum AmarElo e mostra, de cara, que Emicida não está para brincadeira nesse trabalho. 

A música conta com a participação mais que especial das Pastoras do Rosário, da cantora Fabiana Cozza e do Pastor Henrique Vieira.

Como o próprio Pastor fala na música,  dizem que o amor é amarelo e, realmente, não tem como não amar essa música e todo o álbum. Ouça comigo essa faixa.

Ismália    

Na música “Ismália”, também do álbum AmarElo, Emicida conta com a participação da cantora Larissa Luz e de um dos nomes mais importantes do teatro e da teledramaturgia brasileira, Fernanda Montenegro.

Nessa faixa, Emicida traz uma releitura do famoso mito grego que conta a história de Ícaro.

Na mitologia grega, Ícaro com a ajuda de seu pai, Dédalo, construiu asas a partir da cera do mel de abelhas e penas de pássaros para fugir do labirinto construído para aprisionar Minotauro.

Ícaro consegue fugir com o aviso de que não devia voar muito perto do sol, para que as asas não derretessem, mas também não muito perto do mar, para que as asas não ficassem pesadas.

Emicida, rei das referências, traz essa história na faixa “Ismália” de forma muito genial e crítica. Olha só esse trecho:

Olhei no espelho, Ícaro me encarou:

“Cuidado, não voa tão perto do sol

Eles num guenta te ver livre, imagina te ver rei”

O abutre quer te ver drogado pra dizer:

“Ó, num falei?!”

No fim das conta é tudo Ismália, Ismália

Ismália, Ismália

Ismália, Ismália

Quis tocar o céu, mas terminou no chão

Ter pele escura é ser Ismália, Ismália

Ismália, Ismália

Ismália, Ismália

Quis tocar o céu, mas terminou no chão

(Terminou no chão)

Triunfo

Já a faixa “Triunfo” é uma faixa de autoafirmação, em que o Emicida utilizou a oportunidade para falar da sua própria trajetória dentro do rap e da sua missão enquanto músico.

“Não escolhi fazer RAP não, na moral

O RAP me escolheu por que eu aguento ser real

Como se faz necessário, tiozão

Uns rima por ter talento, eu rimo porque eu tenho uma missão

Sou porta-voz de quem nunca foi ouvido

Os esquecido lembra de mim porque eu lembro dos esquecido, hã”

A faixa também traz à tona uma série de questões sociais, como a dificuldade de se mobilizar e motivar para fazer transformações sociais, mas é, no fim das contas, otimista, já que fala sobre alcançar os seus sonhos e triunfar.

Ouça “Triunfo” no player abaixo:

Baiana  

Quando o rap encontra a MPB, o resultado não poderia ser diferente de música boa. Na faixa “Baiana”,  Emicida canta ao lado de Caetano Veloso.

Além de uma canção romântica, a letra também é uma referência e homenagem a todas as Bahias da música brasileira. 

Bahia de Gil, Bahia de Gal, Bahia de Caetano e de Dorival. Dê o play para conferir essa canção!

É tudo para ontem

Ao lado de mais um grande nome da MPB, temos essa faixa de Emicida cantando com Gilberto Gil.

A letra traz um ponto de vista de Emicida sobre a urgência de mudança em diversos aspectos depois de um ano todo só de sexta feira treze.

Ao mesmo tempo, o refrão fala sobre retornar às origens e partilhar as conquistas e coisas boas da vida.

“Viver é partir, voltar e repartir (é isso)

Partir, voltar e repartir (é tudo pra ontem)

Viver é partir, voltar e repartir

Partir, voltar e repartir”

Confira as melhores playlists com Emicida

emicida melhores playlists

Agora confira as melhores playlists com o Emicida disponíveis para você ouvir agora mesmo dentro da minha plataforma:

100% Emicida

A playlist 100% Emicida é pra quem é super fã do artista. Ela contém os principais sucessos do rapper e você nem vai sentir o tempo passar com essas 50 faixas escolhidas a dedo.

Nela, você vai encontrar faixas como:

  1. Pequenas Alegrias da Vida Adulta;
  2. Quem Tem Um Amigo Tem Tudo;
  3. Pantera Negra;
  4. Eminência Parda;
  5. 9nha;
  6. É Tudo Pra Ontem;
  7. I Love Quebrada;
  8. Hino do Vira-Lata
  9. Ubuntu Fristaili
  10. Inácio da Catingueira.

Confira a playlist 100% Emicida no player abaixo:

Mestres do Rap

Já a playlist Mestres do Rap traz o melhor do rap nacional, tanto os clássicos, quanto as novas gerações, então é claro que o Emicida não poderia ficar de fora.

Além do Emicida, você vai encontrar artistas consagrados, como MV Bill, Racionais MC’s, Sabotage, Negra Li, Black Alien, Edi Rock, Marcelo D2, Gabriel Pensador, Thaíde, Trilha Sonora do Gueto, Rael, Criolo, e Djonga.

Confira a playlist Mestres do Rap no player abaixo:

Ouça o Faixa a Faixa com Emicida 

Você sabia que na minha plataforma você tem acesso a uma infinidade de conteúdos exclusivos, como o Faixa a Faixa com Emicida?

O Faixa a Faixa é um programa em que eu convido os artistas para me contar um pouco mais sobre cada uma das músicas dos seus últimos lançamentos.

Com o Emicida, a gente conversou em detalhes sobre cada uma das músicas do álbum AmarElo e eu já te digo agora que ele me contou muita coisa interessante.

Escute o Faixa a Faixa com Emicida no player abaixo:

E aí? Gostou do Faixa a Faixa? Então saiba que eu tenho mais um monte de conteúdos exclusivos, como o Deezer Sessions, playlists feitas pelos próprios artistas e muito mais.

Além disso, eu também tenho playlists feitas com uma curadoria especializada para que você nunca fique de fora de nenhuma novidade.

Dito isso, confira os planos disponíveis, veja aquele que mais se encaixa com o seu momento, e ouça suas músicas favoritas sem anúncios! Valeu pela leitura, pessoal!

SE TE FALTAM PALAVRAS, “DIZ COM DEEZER”

Related Posts

Posted by deezer | 28 novembro 2022
Antes de mais nada, saiba que neste texto eu tomei a licença poética de chamar o Livro dos Recordes de...
Posted by deezer | 25 novembro 2022
Que tal relembrar clássicos e curtir os melhores musicais de todos os tempos? Nos palcos do teatro ou nas telinhas...
Posted by deezer | 23 novembro 2022
Quais são as suas músicas para reels preferidas? Se esse papo ainda não saiu na sua roda de amigos(as), algo...