Como ouvir música sertaneja de clássicos aos hits em um só lugar

Posted by gsoutello | outubro 5, 2021 | Música
ouvir-musica-sertaneja

Ouvir música sertaneja nunca foi tão fácil e acessível quanto é na minha plataforma! Basta fazer um simples cadastro grátis na minha plataforma e você já tem acesso aos seus artistas preferidos em um só lugar.

No meu app você tem acesso a mais de 70 milhões de faixas, de inúmeros gêneros diferentes, disponíveis para você ouvir quando e onde quiser.

Você quer se inteirar sobre a música sertaneja? Então leia o texto a seguir:

R $ 1,80 NOS DOIS PRIMEIROS MESES? É # SÓNADEEZER!

Quando o Brasil começou a ouvir música sertaneja?

A música sertaneja é um dos gêneros musicais brasileiros mais antigos. Começou a ser produzido e tocado por todo o país por volta dos anos 1910.

As canções eram compostas tanto por artistas do meio rural quanto por artistas do meio urbano e, desde então, o gênero passou por diversas transformações ao longo dos anos.

Hoje em dia, o sertanejo é o estilo musical mais popular no país, e as suas inúmeras roupagens e reinvenções, como  o sertanejo universitário, a pisadinha e mais tantas vertentes, seguem entregando hit atrás de hit.

Ouvir música sertaneja: uma viagem através das eras

Os estudiosos do sertanejo no Brasil costumam dividir o gênero em 4 eras: a da música caipira, a fase de transição, o sertanejo romântico e o atual sertanejo universitário.

Mas como o cenário musical está em constante evolução e reinvenção, hoje existem diversas estrelas do sertanejo que se aventuram por outros gêneros musicais, como o forró e a pisadinha.

Então é cada vez mais difícil colocar um artista ou um conjunto musical em uma caixinha só. E nem queremos isso, né? Mas de qualquer forma, vale a pena conhecer mais sobre essas eras e como elas contribuem para o sertanejo como o conhecemos hoje.

Confira as principais eras da música sertaneja abaixo:

Primeira era – Música Caipira ou Sertanejo Raíz

A primeira era da música sertaneja começa, de fato, no final dos anos 1920, a partir de gravações feitas pelo jornalista e escritor Cornélio Pires.

Na época dessas gravações, o gênero era popularmente conhecido como música caipira e as letras costumavam evocar o modo de vida do homem do interior, assim como a beleza bucólica das paisagens interioranas.

Além de Cornélio Pires, outros artistas que podem ser considerados expoentes da primeira era (mesmo que gravando em época posterior) são Alvarenga e Ranchinho, Torres e Florêncio, Tonico e Tinoco, Vieira e Vieirinha e muitos outros.

Dentre as principais canções que representam essa era, gosto de destacar “Sérgio Forero”, de Cornélio Pires, “O Bonde do Camarão”, de Cornélio Pires e Mariano, “Romance de Uma Caveira”, de Alvarenga e Ranchinho, “Sertão Laranjinha”, de Ariovaldo Pires, e “Cabocla Tereza”, de Ariovaldo Pires e João Pacífico.

Segunda Era – A Fase da Transição

Após a Segunda Guerra Mundial, o sertanejo entrou em uma nova fase, que levou a incorporação de novos estilos, como a polca européia, e de instrumentos como o acordeão e a harpa.

A temática, conforme os anos vão passando, vai se tornando cada vez mais amorosa, entretanto, sem perder o caráter autobiográfico.

Alguns dos artistas que mais marcaram a fase de transição são Cascatinha e Inhana, os Irmãos Galvão, as Irmãs Castro, Sulino e Marrueiro, Palmeira e Biá, o trio Luzinho, Limeira e Zezinha e o cantor José Fortuna.

Entretanto, podemos dizer que os artistas que mais se destacaram durante a fase de transição com toda certeza foram Milionário e José Rico.

Isso porque as produções da dupla modernizaram o sertanejo e sistematizaram o uso de elementos de tradição mexicana mariachi, que é bem característica por floreios de violino e trompete para preencher os espaços entre as frases.

Não à toa, Milionário e José Rico são conhecidos até hoje como “Os Pais do Sertanejo Moderno”.

Outros nomes que também precisam ser citados são o da dupla Pena Branca e Xavantinho, que seguiam uma tradição mais caipira, e Tião Carreiro, que inovava ao fundir o gênero com o samba, coco e calango de roda.

Terceira Era – O Sertanejo Romântico

O sertanejo romântico nasce com a introdução da guitarra elétrica e de um ritmo mais jovem, especialmente por conta da dupla Léo Canhoto e Robertinho, que chegaram arrebentando na década de 1960.

Léo Canhoto, em especial, se inspirava muito em artistas internacionais, como Elvis Presley, o que fez com que o gênero como um todo sofresse influência da country music dos EUA.

Além disso, elementos como o visual dos cowboys de filmes de faroeste começaram a ser implementados.

A influência do cinema chega a ser tão grande que Léo Canhoto e Robertinho chegam a gravar o álbum “ Léo Canhoto & Robertinho no Bang Bang ” como uma homenagem aos filmes do gênero, que também faziam um enorme sucesso no Brasil.

Por outro lado, cantores como Sérgio Reis (que participava da Jovem Guarda) começaram a gravar na década de 1970 com repertórios mais tradicionais para ampliar a penetração do gênero entre mais pessoas.

Naquele período, os principais locais para a performance da música sertaneja eram os circos e rodeios, mas principalmente as rádios AM.

Foi só a partir da década de 1980 que a música sertaneja começou a tomar conta das rádios FM e também da televisão.

Por esse motivo, nos anos 1980, o gênero simplesmente explodiu. Dessa nova era, nasceram diversos artistas. Vou tentar citar os principais, mas já aviso que alguns podem ficar de fora.

São eles: Trio Parada Dura, Chitãozinho & Xororó, João Mineiro & Marciano, Matogrosso & Mathias, Leandro & Leonardo, Zezé Di Camargo & Luciano, Rionegro & Solimões, Felipe & Falcão, Chrystian & Ralf, Rick & Renner, Bruno & Marrone e tantos outros.

Mas não pense que a cena era monopolizada pelos homens. Na verdade, diversas cantoras também surgiram na época, como Nalva Aguiar, Jayne, Roberta Miranda e as duplas As Mineirinhas e As Marcianas.

Em resposta a essa tendência mais comercial da música sertaneja, alguns artistas também começaram a “reaparecer”, como Pena Branca e Xavantinho, que começaram a fazer versões de sucessos da MPB com a linguagem das violas.

Além disso, artistas como Almir Sater, um exímio violeiro, traziam músicas que uniam as modas de viola ao blues.

Nas décadas seguintes, uma nova geração de artistas também surgiu tentando reaproximar o gênero das tradições caipiras, como Roberto Corrêa, Ivan Vilela e Miltinho Edilberto.

Quarta Era – O Sertanejo Universitário

No início da década de 2000 o sertanejo romântico já estava no topo das paradas de sucesso, entretanto, não haviam tantos artistas novos sendo revelados como nas décadas anteriores.

Por isso, a indústria fonográfica começou a lançar um movimento similar ao sertanejo universitário, com duplas como Bruno & Marrone, César Menotti & Fabiano, Cristiano Araújo, Edson & Hudson, Eduardo Costa, Felipe Araújo e tantos outros.

O sertanejo universitário se diferencia do sertanejo romântico, pois ele tem uma pegada mais pop. Além disso, a guitarra elétrica, que era tão comum no sertanejo romântico, começou a dar lugar para a sanfona, que se tornou quase que um lugar comum para o sertanejo universitário.

As músicas ficaram com um ritmo mais vibrante e dançante e os temas nem sempre são tão focados em letras românticas e de amor.

O movimento também ficou mais diverso do que o sertanejo romântico, dando um espaço maior para que as cantoras se destacassem no meio.

Dentre os principais nomes do gênero, podemos citar Luan Santana, Henrique & Juliano, Gusttavo Lima, João Neto & Frederico, Jorge & Mateus, Wesley Safadão, Lucas Lucco, Maiara & Maraísa, Marília Mendonça, Simone & Simaria, Zé Neto & Cristiano e tantos outros.

Hoje, o sertanejo universitário não para de crescer e ganha cada vez mais adeptos. O mercado, que antes tinha um foco nas duplas, também está ficando mais diverso, com artistas solo marcando presença.

E ele tem tudo para continuar bombando, já que, hoje em dia, muito mais próximo ao pop, o sertanejo universitário também conversa com mais ritmos e estilos diferentes, levando a produções como funknejo, o forronejo e parcerias com artistas internacionais.

Ouvir música sertaneja: quais são os sucessos do momento?

melhores-musica-sertanejas

Agora que você já conhece mais sobre a história da música sertaneja, que tal dar uma ouvidinha nos principais sucessos do momento? Confira:

Ficha limpa – Gusttavo Lima

Batom de cereja – Israel e Rodolffo

Morena – Luan Santana

Sigilo – Guilherme e Benuto

Facas – Diego e Victor Hugo com Bruno e Marrone

Troca de calçada – Marília Mendonça

Ouvir música sertaneja: melhores playlists

Confira agora algumas das melhores playlists para você ouvir música sertaneja até cansar:

Top 50 Sertanejo

A playlist Top 50 Sertanejo traz 50 artistas essenciais para quem é fã do gênero e não quer ficar de fora das novidades.

Você vai ouvir artistas como Matheus & Kauan, Henrique & Juliano, Gusttavo Lima, Jorge & Mateus, Luan Santana, Marília Mendonça, Israel & Rodolfo, Zé Neto & Cristiano e muitos outros.

Confira uma lista de reprodução Top 50 Sertanejo no player abaixo:

Sertanejo Apaixonado

Já se você busca as músicas mais apaixonantes do momento para mandar pro contatinho, então  não pode deixar de ouvir a playlist Sertanejo Apaixonado.

Nela, você vai encontrar artistas como Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano, Gusttavo Lima, Luan Santana, Zé Neto & Cristiano e muitos outros.

Confira uma playlist Sertanejo Apaixonado no player abaixo:

Top Sertanejo Antigo

Agora, se você é um amante do sertanejo mais antigo, dos anos 1980 e 1990, então a playlist Top Sertanejo Antigo é perfeita para você.

Você vai ouvir artistas como Bruno & Marrone, Zezé Di Camargo & Luciano, Victor & Leo, Leonardo, Eduardo Costa, Chitãozinho e Xororó, Almir Sater e muitos outros.

Ouça uma lista de reprodução Top Sertanejo Antigo no player abaixo! É nostalgia pura!

Quer ouvir música sertaneja das antigas? Conheça esses clássicos

ouvir-musica-sertaneja-antiga

Se você quer ouvir música sertaneja das antigas, então não pode deixar de conferir esses clássicos também:

Evidências – Chitãozinho e Xororó

Boate Azul – Joaquim e Manoel

Tristeza do Jeca – Tonico e Tinoco

Pense Em Mim – Leandro e Leonardo

Nuvem de Lágrimas – Fafá de Belém

Estrada da Vida – Milionário e José Rico

O Menino da Porteira – Sérgio Reis

Ouça o melhor do Sertanejo na Deezer

O melhor lugar para você ouvir música sertaneja é na minha plataforma. Eu tenho um catálogo com mais de 70 milhões de faixas.

Além disso, você vai ter acesso a uma qualidade de áudio que é indescritível! Isso porque eu não uso sistemas de compactação de arquivos de áudio.

Isso resulta em uma qualidade de áudio muito maior, que vai fazer com que você sinta que os cantores estão na mesma sala que você! É demais não é?

# SÓNADEEZER: ACOMPANHE SEUS ARTISTAS PREDILETOS CANTANDO JUNTO AS SUAS FAIXAS FAVORITAS

Related Posts

joao-gomes
Posted by gsoutello | 25 outubro 2021
As músicas do João Gomes estão hitando tanto no TikTok e Instagram quanto no meu aplicativo. Vocês não param de...
john-amplificado
Posted by gsoutello | 25 outubro 2021
“Chega e Senta”, de John Amplificado, com certeza já é um dos maiores sucessos de 2021. Ele não para de...
grupos-de-kpop-heading
Posted by gsoutello | 09 outubro 2021
Grupos de Kpop estão se tornando cada vez mais populares e conquistando fãs ao redor do mundo desde que a...