Tim Bernardes: tudo sobre a aposta da música popular brasileira

Posted by Deezer | setembro 8, 2022 | Música
Tim Bernardes

Nascido no dia 18 de Junho de 1991, Tim Bernardes é cantor, produtor e compositor. Seria ele uma das apostas da música popular brasileira?

Para mim e para grande parte dos críticos musicais, ele está bem consolidado como um artista indie e um novo expoente de uma das músicas mais ricas do mundo. 

Seja em seu trabalho solo ou com a banda O Terno, ele é conhecido por suas composições introspectivas, profundas e existenciais.

Você conhece os álbuns de Tim Bernardes? E seus maiores sucessos? Qual o nome do Tim Bernardes? 

Vem comigo que vou te contar um pouco sobre Martim Bernardes Pereira, esse artista incrível!

PRIMEIRO MÊS GRÁTIS? É #SÓNADEEZER!

Tim Bernardes e O Terno

O primeiro trabalho profissional na música de Tim Bernardes foi com a banda O Terno. Ela foi fundada em 2009 por Tim, pelo baixista Guilherme D’Almeida e pelo baterista Victor Chaves. Atualmente, o baterista do trio é Gabriel Basile, que assumiu as baquetas em 2015.

Três anos depois de sua fundação, O Terno lançou de forma independente seu primeiro álbum, “66”, que entrou em diversas listas de melhores álbuns de 2012. 

A faixa-título trouxe para o trio algumas premiações importantes, como Prêmio Multishow 2012 (Clipe do Ano) e VMB 2012 (Aposta MTV).

No ano seguinte, O Terno gravou duas músicas para o EP de Tom Zé (“Tribunal do Feicebuqui”). Além disso, lançou o EP “TicTac-Harmonium”, com apenas três músicas, sendo que uma delas (Harmonium) concorreu ao Prêmio Multishow 2013 na categoria Melhor Canção.

Em 2014 veio o segundo álbum, “O Terno”, e, no ano seguinte, a banda estreou no festival Lollapalooza.

Dois anos depois, a banda fez a sua primeira turnê internacional, em Portugal e na Espanha, com apresentações em festivais famosos, como o Primavera Sound. Ainda em 2016, lançaram o terceiro disco do trio, “Melhor Do Que Parece”.

Em 2017, o trio fez uma pausa, que durou somente até 2019, para nossa alegria. No retorno, eles lançaram “<atrás/além>”, o quarto álbum de estúdio.

Como você pode perceber, O Terno faz parte da formação de Tim enquanto artista. E, certamente, contribuiu muito para sua carreira solo.

Carreira e discografia solo de Tim Bernardes

Sabe a pausa que O Terno fez em 2017? Ela teve um motivo muito especial, que é o lançamento do “voo solo” do cantor e compositor.

E para você conhecer melhor o primeiro álbum de Tim e sua discografia, saiba que o artista traz influências da música brasileira dos anos 1960 e 70, época em que tivemos momentos marcantes com a Tropicália e o Clube da Esquina.

Além disso, Tim é influenciado por The Beatles e The Beach Boys, influências comuns dos artistas da música indie.

Vamos conhecer a discografia de Tim Bernardes?

Recomeçar (2017)

O primeiro álbum de Tim Bernardes foi “Recomeçar”, bastante aclamado pela crítica e pelos fãs do cantor.

Para você ter uma ideia, este álbum foi indicado ao Grammy Latino de 2018, ficou em 2º lugar na lista “Os Melhores Álbuns de 2017” da revista Rolling Stones e em 8º lugar nos “Dez Álbuns Fundamentais dos anos de 2010”, lista do crítico Mauro Ferreira para a revista O Globo.

Na turnê do disco, Tim tocou sozinho e teve espaço para aprimorar sua performance vocal. Depois de cinco anos, ele lançou seu segundo disco: “Mil Coisas Invisíveis”.

Mil Coisa Invisíveis (2022)

O segundo álbum de Tim Bernardes em sua carreira solo é “Mil Coisas Invisíveis”, lançado em junho de 2022. 

Na visão de inúmeros críticos de música, o artista traz originalidade, leveza, profundidade e uma sonoridade surpreendente, pois ele toca quase todos os instrumentos.

São 15 faixas que falam sobre contemplação, sensações, amor e reflexões existenciais. Todas elas foram compostas por Tim, que também fez os arranjos, a produção e a direção.

Esse homem faz TUDO! E parece que o talento é de família.

Família e relacionamentos de Tim Bernardes

Tim é filho de Maurício Pereira, músico que criou o grupo alternativo “Os Mulheres Negras” nos anos 80 junto com André Abujamra.

Não à toa, o artista do indie se interessou pela música muito jovem, começando as aulas de musicalização ainda com seis anos. Sempre ao lado do pai, o acompanhava em gravações e shows.

Com o incentivo de seus pais, Tim entrou para a faculdade de música. À revista Trip, Maurício demonstrou certa preocupação com seu filho seguir uma carreira na música com uma declaração bastante sincera (e um pouco engraçada): 

“A vida é um negócio duro. É como se ele fosse um jogador de futebol, um cara do toque refinado, num mundo que é mais cavalão, grosseiro. Eu não sou muito de dar dica, mas a que eu dou é ‘guarda uma grana’, ‘arruma uma casa’. Sou neto de contador, bem ‘portuga’, precisamos ter feijão no fim do mês.”

O que importa para a gente é que a família incentivou a carreira do artista – e deu muito certo!

E só mais uma fofoca sobre Tim Bernardes: relacionamento. O artista está em uma relação com Jazzie Moyssiadis, diretora criativa, fotógrafa e diretora de arte.

Família e relacionamentos à parte, é hora de falar sobre os maiores sucessos de Tim!

Maiores sucessos de Tim Bernardes

Gosto é algo muito pessoal, certo? Mas existem certas músicas que são incontestáveis, não é? Trouxe algumas do Tim que não podem faltar nas suas playlists, confira!

Não

“Não fala isso por favor

Eu já passei por tanta coisa

Eu não vou mais ser seu amigo

Eu quero até mas não consigo

Eu também vou sentir saudades

Eu também vou chorar sozinho”

Não” é uma música que conta apenas com a voz de Tim e um violão na maior parte do tempo. Tem gente que a coloca nas playlists de músicas para chorar? Com certeza. 

Qualquer pessoa consegue escutar e perceber a beleza e a profundidade dela. É incrível a capacidade desse artista de fazer tanto com tão pouco. 

Eu, por exemplo, escuto e derreto. Mas vai de cada um.

BB

Música "BB" de Tim Bernardes

BB (Garupa de Moto Amarela)” integra o disco “Mil Coisas Invisíveis”, mas foi um single que precedeu o lançamento do álbum de junho.

A faixa representa uma das músicas pop presentes no segundo álbum de Tim Bernardes. Como ele mesmo diz, é uma canção de amor simples, direta e leve. 

Mais uma vez, temos a voz e o violão como guia da música, que traz também um arranjo minimalista de cordas, sintetizador e alguns timbres sampleados.

“Já me apaixonei ficando cego, bebê

Com você eu sonho de olho aberto, bebê

Quero amar e sempre ver de perto você”

Um rapaz apaixonado.

Só Nós Dois

Os fãs do cantor e compositor da banda O Terno se depararam com o single “Só Nós Dois” de repente. Foi uma surpresa de fim de ano, como o próprio artista disse em suas redes sociais.

Ele pontuou que não tinha a intenção de lançar algo inédito naquele momento, mas que essa música entrou para a trilha sonora da novela “Amor de mãe”. Ao que tudo indica, a produção queria uma música de amor, e ele tinha a música perfeita.

“Quando à noite fizer frio

Nossa cama é nosso ninho

As conversas, as risadas, pelas madrugadas

Nunca vão ter fim

Nos teus braços meus abraços

Beijos demorados antes de dormir

Só Nós Dois

Só Nós Dois

Pra sempre eu quero estar

Ao seu lado, amor”

Nascer, Viver, Morrer

Nascer, Viver, Morrer” foi a primeira prévia do disco “Mil Coisas Invisíveis”. A canção é uma espécie de abertura do novo trabalho de Tim, tem menos de dois minutos de duração, mas entrega um recado profundo, olha só:

“Viver

Na realidade que é onde é possível

Às vezes sem nem perceber que está vivo

Às vezes na barra, às vezes na boa

No mundo, na mente, no sonho e no ser

No raro momento infinito viver”

Essa “introdução do álbum” é uma música que sintetiza vários assuntos presentes neste trabalho. Não à toa, Tim a escolheu para ser a “porta de entrada” do novo trabalho.

Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda

Mais uma música interpretada por Tim que entrou para a novela foi “Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda”. Ela entrou para a trilha sonora de “Éramos Seis”, da TV Globo, em 2019.

A valsa é uma composição de Lamartine Babo em parceria com o pianista Francisco Mattoso. Ela foi lançada em 1941 por Francisco Alves, cantor carioca, e já era cantada na casa da família. O avô de Tim cantava para Maurício, que a ensinou para seus filhos.

Até mesmo por isso, o cantor e compositor da banda O Terno adorou o convite para regravar a valsa para a novela. 

A letra narra uma história de um sonho de um baile, olha só:

“Eu sonhei que tu estavas tão linda

Numa festa de raro esplendor

Teu vestido de baile lembro ainda

Era branco, todo branco, meu amor

A orquestra tocou uma valsa dolente

Tomei-te aos braços

Fomos dançando

Ambos silentes

E os pares que rodeavam entre nós

Diziam coisas

Trocavam juras

A meia voz”

Tim Bernardes e as várias parcerias de sucesso

O cantor e compositor da banda O Terno tem uma trajetória com muitas parcerias, seja enquanto integrante da banda ou em sua carreira solo.

Ele já se apresentou ao lado de Nando Reis, Arnaldo Antunes, Tom Zé, Tulipa Ruiz, Jards Macalé, Mallu Magalhães e muitos outros artistas. 

Confira a seguir algumas parcerias de sucesso do cantor e compositor.

Tom Zé – Papa Perdoa Tom Zé e Zé a Zero

Em 2013, as canções “Papa Perdoa Tom Zé” (do álbum Vira Lata na Via Láctea) e “Zé a Zero” (do “Tribunal do Feicebuqui”) são composições de Tim que foram gravadas por Tom Zé em seu trabalho.

Gal Costa – Realmente Lindo e Baby

Tim Bernardes e Gal Costa

Em 2018, a música “Realmente Lindo”, que integrou o álbum “A Pele do Futuro”, de Gal Costa, também foi composta por Tim. O cantor, inclusive, a colocou em seu mais recente trabalho, “Mil Coisas Invisíveis”.

Em 2021, o cantor e compositor da banda O Terno regravou “Baby”, de Caetano Veloso, ao lado de Gal.

Baco Exu do Blues – Queima Minha Pele

O cantor Baco Exu do Blues possui um álbum incrível chamado “Bluesman”, você já ouviu? E uma das canções, “Queima Minha Pele”, conta com a contribuição de Tim no refrão e na composição do piano.

Jards Macalé – Buraco da Consolação

Buraco da Consolação” é uma música composta em parceria pelo cantor Jards Macalé e por Tim. 

Essa é uma bossa nova que traz muitos elementos musicais tradicionais desse gênero musical, mas a letra escrita pelos compositores é um charme à parte. Vale conferir!

Manu Gavassi – Gracinha

Demonstrando toda a sua versatilidade enquanto artista, Tim também contribuiu na música “Gracinha”, do álbum de mesmo nome de Manu Gavassi.

É claro que a música traz muito do estilo do cantor e compositor da banda O Terno, pois o piano e a voz são os instrumentos centrais da canção por um bom tempo.

Mas Tim coloca todo o seu talento à disposição da artista pop, e o faz muito bem.

Prêmios e indicações de Tim Bernardes

Com O Terno, Tim Bernardes recebeu inúmeras indicações e prêmios.

A banda foi indicada cinco vezes ao Prêmio Multishow e ganhou o prêmio em 2012 (Clipe do Ano com “66”), 2016 (Melhor Clipe com “Ai, Ai, Como Eu Me Iludo”) e 2017 (Melhor Direção de Clipe, com “Não Espero Mais”).

Individualmente, o artista também não ficou para trás. Confira os prêmios e indicações de Tim Bernardes a seguir!

Grammy Latino

Tim foi indicado ao Grammy Latino em 2018 na categoria “Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa Em Língua Portuguesa” com “Recomeçar”.

Como você já sabe, essa é a principal premiação de música no mundo com o recorte para a América Latina.

Prêmios e indicações de Tim Bernardes

Prêmio da Música Brasileira

Em 2018, o compositor foi indicado na categoria Revelação Petrobrás do Prêmio da Música Brasileira, um dos prêmios mais importantes do Brasil. 

A indicação veio também pelo álbum “Recomeçar”.

Prêmio Multishow de Música Brasileira

O álbum “Recomeçar” realmente foi um sucesso na discografia de Tim Bernardes e o fez ser indicado ao Prêmio Multishow de Música Brasileira na categoria “Melhor Disco”.

O artista ainda não venceu nenhum prêmio, mas considerando seu talento, é só uma questão de tempo.

Conclusão

Como você pode descobrir no nosso post, Tim Bernardes é um artista muito talentoso e respeitado por todos no meio musical. Sua capacidade enquanto compositor, instrumentista e cantor é notável.

Não à toa, já contribuiu com inúmeros grandes artistas da música popular brasileira, e ele tem pouco mais de 30 anos.

Já separou sua playlist só com as músicas do cantor e compositor da banda O Terno?

PRIMEIRO MÊS GRÁTIS? É #SÓNADEEZER!

Related Posts

Posted by deezer | 04 outubro 2022
Existem várias músicas que Marília Mendonça compôs para outros artistas gravarem que você provavelmente já ouviu e talvez não saiba...
Posted by deezer | 02 outubro 2022
Listar os maiores compositores brasileiros de todos os tempos é uma tarefa impossível.  São muitos os artistas que se dedicaram...
Posted by deezer | 30 setembro 2022
Você sabe quem são as grandes cantoras e compositoras brasileiras? Nara Leão, Elis Regina, Gal Costa, Maria Bethânia, Alcione e...